Técnico Mark Hughes deixa o comando do Fulham

Mark Hughes não é mais o técnico do Fulham. O treinador pediu demissão nesta quinta-feira após apenas uma temporada no clube, que garantiu uma vaga na próxima edição da Liga Europa graças ao seu posto no ranking de fair-play da Uefa, depois de ter terminado o último Campeonato Inglês na oitava colocação.

AE-AP, Agência Estado

02 de junho de 2011 | 16h11

De acordo com a imprensa inglesa, o pedido de demissão de Hughes foi causado por uma proposta do Aston Villa, que na última quarta anunciou o desligamento do técnico Gerard Houllier, por conta de um problema de saúde. O treinador, no entanto, fez questão de negar essa hipótese.

"Espero que os torcedores e todos aqueles ligados ao clube entendam meu desejo de novas experiências. Gostaria também de aproveitar a oportunidade para esclarecer que nem eu nem meus representantes procuramos ou fomos procurados por qualquer clube", afirmou.

Mark Hughes chegou ao Fulham no início da temporada para substituir Roy Hodgson, que havia ido para o Liverpool. Ex-atacante de Manchester United e Chelsea, Hughes, de 47 anos, já havia treinado a seleção do País de Gales, o Blackburn e o Manchester City.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFulhamMark Hughes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.