Técnico mexicano fica irritado com favoritismo argentino

O técnico Javier Aguirre se mostrou irritado com o favoritismo da Argentina na partida contra o México neste domingo, em Johannesburgo, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul. Ele chegou a citar que até em seu país pesquisas apontam que a seleção mexicana não será capaz de eliminar a bicampeã mundial.

AE-AP, Agência Estado

26 de junho de 2010 | 17h39

"México não é favorito em lugar nenhum, está abaixo nas apostas, os favoritos são eles e não temos nenhuma possibilidade. Vamos ver se somos capazes de mudar o rumo da história. Temos que tentar vencer as estatísticas", comentou o treinador, que espera também superar um tabu.

O México nunca conseguiu passar das oitavas de final de um Mundial em que não fosse sede. "As últimas quatro equipes foram eliminadas nesta fase e seria lógico que isso se repetiria. Mas eu não me importo com que as pessoas dizem", avaliou Javier Aguirre.

Na última Copa do Mundo, realizada na Alemanha, em 2006, a seleção mexicana encontrou a Argentina nas oitavas de final e foi eliminada por 2 a 1 na prorrogação.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolMéxicoArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.