Arquivo/AE
Arquivo/AE

Técnico Nelsinho Batista deixa o comando do Sport

Eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores, ele não revelou o motivo do seu pedido de demissão

AE, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 16h00

O treinador Nelsinho Batista pediu demissão nesta quinta-feira, e deixou o comando do Sport. Na semana passada, o clube foi eliminado pelo Palmeiras nas oitavas de final da Libertadores; no domingo, perdeu em casa para o Atlético-MG, por 3 a 2, e chegou a três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro.

Veja também:

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Estou saindo por decisão minha, por achar que meu limite chegou ao final. Sou profissional, tenho uma história bonita aqui dentro e quero mantê-la sempre", afirmou Nelsinho, que conquistou o título da Copa do Brasil de 2008 no clube, garantindo uma vaga na Libertadores.

Na competição continental, o time foi líder do chamado "grupo da morte", com Palmeiras, Colo Colo e LDU, mas acabou eliminado nos pênaltis pelo clube paulista, na Ilha do Retiro.

"Quero agradecer por todo o carinho de todos aqui no Sport, não tive algo parecido em lugar algum. Agradeço ao Sport, que me deu a oportunidade de ganhar três títulos", afirmou o treinador, que recuperou seu prestígio nacional no clube, depois de ser comandar o Corinthians rebaixado no Brasileiro de 2007.

O presidente do Sport, Sílvio Guimarães, lamentou a decisão do treinador. "É uma tristeza a saída de Nelsinho. Fui pego de surpresa. Lamento muito a saída dele, mas a vida vai continuar. Fiz em Nelsinho um amigo e a recíproca é verdadeira", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.