Técnico norte-coreano assume culpa por goleada

Após sofrer a goleada por 7 a 0 para Portugal, o treinador norte-coreano Kim Jong Hun assumiu a culpa pelo placar elástico. Com o resultado, a equipe asiática foi eliminada da Copa do Mundo da África do Sul.

AE-AP, Agência Estado

21 de junho de 2010 | 13h02

"Taticamente falando, nós não nos impomos e não conseguimos bloquear o ataque de Portugal. Foi minha culpa de não armar a estratégia correta e foi por isso que nós concedemos muitos gols. Os jogadores fizeram tudo o que podiam", disse o técnico.

Kim Jong Hun falou que o primeiro gol sofrido desestabilizou a sua equipe. "Portugal se tornou muito agressiva e quando nós levamos o primeiro gol, perdemos o equilíbrio entre defesa e ataque. Assim, nossos jogadores entraram em pânico e não conseguiram atuar bem defensivamente", comentou o comandante norte-coreano.

A emissora de televisão estatal da Coreia do Norte exibiu ao vivo o duelo contra a seleção portuguesa, a primeira partida de futebol transmitida diretamente de um país do exterior. Na derrota para o Brasil por 2 a 1, na primeira rodada do Grupo G, a população norte-coreana somente pôde assistir o jogo na noite seguinte à realização do confronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.