Técnico norte-coreano quer recepção calorosa de torcida

Depois da derrota por 7 a 0 para Portugal, Kim Jong Hun está preocupado com reação dos compatriotas

AE-AP, Agência Estado

24 de junho de 2010 | 13h01

O treinador Kim Jong Hun disse nesta quinta-feira que espera uma recepção calorosa dos norte-coreanos no retorno da seleção nacional ao país asiático, após a participação na Copa do Mundo da África do Sul. Com duas derrotas na competição, a Coreia do Norte não tem mais chance de classificação para as oitavas de final do torneio.

Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador |

Após sofrer a goleada por 7 a 0 para Portugal, jogadores e comissão técnica estão preocupados com reação de seus compatriotas. Por isso, o técnico da seleção se pronunciou nesta quinta-feira. "Nosso povo irá nos acolher de braços abertos", acredita Kim Jong Hun.

A Coreia do Norte encerrará a sua participação na Copa do Mundo na sexta-feira, quando enfrentará a Costa do Marfim. Para se classificar à próxima fase, a seleção africana precisará vencer de goleada e depender de uma derrota de Portugal para a seleção brasileira.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.