Técnico pede calma para Costa do Marfim 'fazer história'

À frente da Costa do Marfim a dois anos, o técnico Sabri Lamouchi sabe da importância de uma vitória contra a Grécia, nesta terça-feira, e pediu calma para que a seleção africana garanta sua vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2014 | 14h13

"Não devemos deixar levar. Estamos totalmente focados no jogo; sabemos que a vitória nos permite escrever os nossos nomes na história do futebol da Costa do Marfim", afirmou o jogador ao site oficial da Fifa. "Isso seria uma grande conquista e os jogadores estão bem conscientes disso, de modo que seria inútil tentar amontoar uma pressão extra sobre eles", completou.

Com um ponto apenas, a Grécia ainda tem chances de classificação: se vencer, é só torcer por um tropeço do Japão contra a líder Colômbia. Mas, apesar de enfrentar os gregos buscando a vitória, Lamouchi espera ver uma defesa forte do time europeu. "Nós temos que vir para cima contra uma equipe da Grécia com uma linha de defesa muito sólida. Estamos nos preparando com isso em mente", disse o treinador francês de 42 anos.

A Costa do Marfim depende somente do próprio resultado para avançar como um dos primeiros do Grupo C deste Mundial. Com três pontos, os marfinenses encaram os gregos às 17 horas desta terça-feira, no Castelão, em Fortaleza.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolCosta do Marfim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.