Andrés Stapff|Reuters
Andrés Stapff|Reuters

Técnico projeta renovação com Atlético Nacional e frustra Corinthians

Reinaldo Rueda era o nome desejado pelos dirigentes do clube paulista

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2016 | 10h31

O técnico Reinaldo Rueda jogou um balde de água fria nas pretensões do Corinthians de acertar sua contratação. O colombiano afirmou, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, que deve renovar contrato com o Atlético Nacional, de Medellín, e destacou a generosidade da diretoria do clube por saber lidar com seu problema de saúde.

"A ideia de sair tinha relação com a saúde. Estou forçando meu corpo e proporcionar a possibilidade de continuar, depois da cirurgia, é um ato de generosidade muito grande dos dirigentes", disse o treinador, que tinha contrato com o Atlético Nacional até o último dia 18.

Rueda passará por cirurgia no quadril e deverá ficar por pelo menos três meses sem trabalhar. O clube colombiano diz aceitar a condição e o fato de a equipe ser comandada, neste período, pelo auxiliar técnico de Rueda. "Tivemos uma reunião com os diretores e há uma possibilidade de eu passar por procedimento (cirúrgico) e esperar que tudo fique bem", disse o treinador, que deverá fazer a cirurgia em janeiro.

O treinador, que em momento algum citou o Corinthians durante toda a negociação com o clube brasileiro, reforçou ainda mais sua intenção em permanecer no Atlético Nacional, campeão da Libertadores, ao afirmar que ainda aguarda para saber quanto tempo ficará em repouso e que caberá aos dirigentes do clube colombiano definir se realmente seu auxiliar é que vai dirigir o time na sua ausência.

"Vamos esperar a determinação dos médicos. O protocolo diz 12 semanas de recuperação e cabe aos dirigentes determinar quem irá reforçar a comissão técnica nesse período", comentou o colombiano.

ESTACA ZERO

Sem Rueda, o Corinthians volta a focar no mercado brasileiro. Após frustração nas negociações com Guto Ferreira, Jair Ventura, Dorival Júnior e o próprio Rueda, o clube volta a falar em nomes mais experientes, como Vanderlei Luxemburgo e Marcelo Oliveira. O problema, porém, é que ambos possuem grande rejeição no Parque São Jorge. Paulo Autuori também foi especulado, mas ele já avisou que não deixará o Atlético-PR. Quanto a Fernando Diniz, o treinador assegura que, até o momento, não foi procurado por ninguém do time alvinegro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.