Jonathan Nackstrand/AFP
Jonathan Nackstrand/AFP

Técnico promete Islândia diferente para pegar Nigéria: 'É outro adversário'

Islandeses vão enfrentar nigerianos após empate com a Argentina na estreia

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 16h58

Depois de arrancar um ponto diante da Argentina na estreia, a Islândia tenta encaminhar a vaga às oitavas de final da Copa do Mundo diante da Nigéria, nesta sexta-feira, em Volgogrado. E se contra os argentinos a equipe se trancou na defesa e deixou claro que buscava o empate, para esta partida o técnico Heimir Hallgrimsson prometeu uma postura diferente.

+ Islândia presta homenagem a goleiro da Nigéria diagnosticado com leucemia

+ Goleiro islandês ainda celebra pênalti defendido de Messi: 'Não podia acreditar'

"É um oponente totalmente diferente, tem outro estilo de jogo. Eles tem um time poderoso e forte, com jogadores que conseguem cobrir uma longa distância. É um time realmente organizado, pelo qual o técnico da Nigéria, (Gernote) Rohr, merece crédito", declarou em entrevista ao site da Fifa.

No 1 a 1 diante da Argentina, sábado passado, a Islândia saiu atrás no placar, buscou o empate na sequência e se fechou no segundo tempo. Os jogadores se mostraram extenuados ao fim da partida, mas Hallgrimsson considerou que o esforço foi válido para colocar a equipe mais próxima da classificação.

"Nos custou muita energia para chegar a este ponto, mas valeu a pena. Ter um ponto hoje é muito importante. Agora, vamos para um jogo em que a Nigéria, preferencialmente, precisa vencer. Eu acho que estamos pelo menos em melhor situação do que eles", avaliou.

 

Com um ponto, Islândia e Argentina ocupam a segunda colocação do Grupo D, atrás da Croácia, que venceu a Nigéria na estreia. Assim, uma vitória diante dos nigerianos deixaria os islandeses próximos da classificação às oitavas em sua primeira Copa do Mundo na história.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.