Técnico rasga jornal e promete garra em jogo contra o Real Madrid

Joaquín Caparrós afirma em coletiva que não disse frase 'Só peço que não passem por cima de nós'; Marca pede retratação imediata

Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2014 | 12h38

O técnico do Granada, Joaquín Caparrós, causou polêmica antes da sua entrevista coletiva, nesta sexta-feira. Na véspera da partida em que sua equipe enfrenta o todo poderoso Real Madrid, o treinador fez picadinho do jornal Marca, o mais influente diário esportivo da Espanha, que estampou Caparrós na capa nesta sexta.

Na primeira página do jornal, a manchete é: "Só peço que não passem por cima de nós", ilustrada com uma foto posada do treinador, que concedeu entrevista exclusiva ao Marca e falou do rival deste sábado.

Revoltado, Caparrós criticou o jornal: "Vocês acham que eu falaria isso? Como vou incentivar meus jogadores assim, como vou incentivar minha torcida? Quem me conhece sabe que eu não gosto de perder. Como vou encontrar os jogadores no vestiário?", disse, transtornado, enquanto picava o Marca.

Responsável pela entrevista, o jornalista Enrique Ortego se explicou no site do diário madrilenho dizendo que publicou as declarações conforme foram dadas. "Ele sabe o que ele disse e eu sei o que ele disse. Na coletiva de imprensa, ele não negou ter dito a frase em questão", escreveu o repórter, dizendo que não grava entrevistas. O Marca exigiu retratação imediata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.