Técnico se inspira em Muricy e 'quer trabalho' na Lusa

O velho jargão do técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, "aqui é trabalho" inspirou o comandante da Portuguesa, Marcelo Veiga, no Campeonato Brasileiro da Série B. Disposto a tirar a equipe da parte de baixo da tabela de classificação, o treinador já avisou que pretende cancelar a folga de 12 dias, que vinha sendo planejada para a paralisação da Copa do Mundo. "Este período tem de ser usado para trabalhar", alertou.

AE, Agência Estado

29 de maio de 2014 | 20h12

Marcelo Veiga tem razão em se preocupar com a Portuguesa. Na última rodada, o time sofreu uma goleada do Sampaio Corrêa por 4 a 1, no estádio do Canindé. Resultado que manteve o clube na penúltima posição, com apenas cinco pontos. "A Portuguesa tem de se ajustar urgentemente. A gente tem de formar um grupo que consiga tirar a Portuguesa deste lugar", argumentou.

Além da folga e do período de treinamentos, a diretoria da Portuguesa já confirmou também a participação em um torneio amistoso, que será realizado na cidade de Londrina, no interior paranaense. Serão cerca de 40 dias de pausa durante a Copa do Mundo.

Antes disso, porém, a Portuguesa tenta sair da zona de rebaixamento na Série B. Neste sábado, o time de Marcelo Veiga tem a dura missão de enfrentar o Vasco, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Na próxima terça-feira, o clube recebe o América-MG, no Canindé.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaMarcelo Veiga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.