Técnico testa o "novo" São Caetano

Além de viver uma semana conturbada fora de campo, com a perda de 24 pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Rio de Janeiro, o São Caetano não terá quase meio time para o jogo contra o Santos, domingo, às 16 horas, no estádio Anacleto Campanella. O técnico Péricles Chamusca começou, no treino desta tarde, a definir o "novo" Azulão para este confronto decisivo dentro do Campeonato Brasileiro.Em princípio, a opção é pelos jogadores mais experientes, mesmo se eles tiverem que ser improvisados. O desafio é encontrar os substitutos para o lateral Ceará, zagueiro Dininho, além dos atacantes Euller e Fabrício Carvalho, todos suspensos com três cartões amarelos. Além disso, o atacante Fernando Baiano, machucado, continua de fora dos treinos. Recuperado de uma lesão muscular na coxa direita, o goleiro Sílvio Luiz voltou aos treinos e deve ser confirmado no lugar de Fabiano, que atuou na goleada sof rida diante do Atlético-PR, por 5 a 2, em Curitiba.Se depender dos primeiros treinos, Marcos Aurélio vai ser o terceiro zagueiro, enquanto o volante Mineiro será improvisado como ala direito com a entrada de Paulo Miranda. No meio campo, Lúcio Flávio deve ocupar a vaga de Marcinho que seria deslocado para o ataque ao lado de Warley. A movimentação agradou ao técnico que, no entanto, se mostrou cauteloso: "Ainda temos tempo de testar algumas alternativas. Vamos aguardar, inclusive, pela recuperação do Fernando Baiano", disse Chamusca.O objetivo do grupo continua somar o maior número de pontos nos últimos dois jogos, contra Santos e Atlético-MG, independente da decisão final sobre a perda de pontos no STJD. O recurso será julgado na próxima segunda-feira no Rio de Janeiro, quando a direção do clube espera recuperar os 24 pontos perdidos por conta da utilização do zagueiro Serginho, morto no dia 27 de outubro, no Morumbi. Se a decisão for mantida, o Azulão, de 77 pontos, ficará com 53 pontos, portanto, fora da briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.