Jonathan Nackstrand/AFP
Jonathan Nackstrand/AFP

Técnico tira responsabilidade da Islândia e joga pressão sobre a Argentina

Seleções se enfrentam neste sábado, às 10 horas, em Moscou

Estadão Conteúdo

14 Junho 2018 | 19h50

O técnico da Islândia, Heimir Hallgrimsson, tirou da sua equipe qualquer peso sobre performance do país na Copa do Mundo da Rússia. De quebra, jogou o favoritismo e a pressão para o lado da Argentina, que enfrenta na estreia neste sábado, às 10 horas (de Brasília), em Moscou.

+ 'Temos obrigação de estar entre os 4', cobra Burruchaga, herói argentino de 1986

+ Técnico da Nigéria mostra preocupação com a Croácia: 'Muito melhores do que nós'

"Os torcedores argentinos exigem que sua seleção conquiste a Copa do Mundo. Não existem essas reivindicações para a equipe islandesa. Nesse sentido, não vamos 'quebrar' tantos corações se não vencermos a partida, como seria o caso na Argentina", afirmou Heimir Hallgrimsson, ao site da Fifa.

"Acho que sempre haverá pressão sobre a Argentina para vencer a Copa do Mundo", completou o treinador, que divide o trabalho no futebol com seu consultório de dentista na Islândia, um país de 335 mil habitantes e o menor a disputar um Mundial na história.

 

Apesar do treinador minimizar a responsabilidade sobre seu time, os islandeses querem repetir o "milagre" da Eurocopa de 2016, quando caíram apenas nas quartas de final para a França. Durante a competição, surpreenderam grandes seleções. Nas Eliminatórias, ganharam da Holanda e da Turquia. Na fase de grupos, ficaram à frente de Portugal - empataram por 1 a 1 com Cristiano Ronaldo e companhia. E venceram a Inglaterra nas oitavas de final.

Na Copa do Mundo da Rússia, depois do primeiro jogo contra a Argentina, os islandeses encaram a Nigéria, no dia 22, e pegam a Croácia na terceira rodada, no dia 26.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.