Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Técnico Tite pede para torcida não cobrar demais os jogadores

Com Corinthians em transição, treinador ressalta paciência

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

28 de junho de 2015 | 17h37

O técnico Tite, do Corinthians, pediu no sábado, após a vitória sobre o Figueirense, para a torcida ter paciência com o atual momento da equipe. Para o treinador, depois das mudanças no elenco, é necessário mais apoio e menos cobrança para que os novos jogadores possam se firmam.

"Agora é o momento da equipe adquirir confiança. Não é momento nem de motivação e nem de cobrança. É a chance de afirmação de Malcom, Uendel, Luciano e Edilson", explicou Tite depois do Corinthians ter vencido o Figueirense por 2 a 1, no Itaquerão. O resultado reabilitou a equipe no Campeonato Brasileiro. Na rodada anterior, o time havia perdido para o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro.

Nas últimas semanas o Corinthians perdeu titulares absolutos do primeiro semestre, como Guerrero e Emerson Sheik (negociados com o Flamengo), Petros (transferido para o Betis) e Fábio Santos, que vai para o Cruz Azul e recebeu uma homenagem antes do jogo deste sábado. "O torcedor tem que ter calma nesse momento e ajudar a passar confiança para esses atletas. Eles sabem que podem errar, mas buscam o nível de confiança e de concentração", disse Tite.

Nessa remessa de novidades na equipe, o técnico promoveu no sábado a estreia do volante Marciel, de 20 anos, que entrou no segundo tempo. A revelação da equipe na Copa São Paulo gera expectativa da torcida, mas Tite pediu cautela antes de confirmar a escalação do garoto em novas partidas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansTiteBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.