Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Técnido do Santos é absolvido pela expulsão na final do Paulistão

Marcelo Fernandes é só advertido pela invasão do gramado

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2015 | 18h59

O técnico Marcelo Fernandes, do Santos, foi absolvido pela expulsão no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, no Allianz Parque. A exemplo do que aconteceu com o técnico do Palmeiras, Oswaldo de Oliveira, o treinador santista recebeu apenas uma advertência pela invasão do gramado do Allianz Parque no intervalo da decisão.  O julgamento foi realizado na tarde desta segunda-feira no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol. 

No julgamento, a defesa argumentou que o santista não havia feito de ofensa ao árbitro e, com isso, conseguiu evitar uma suspensão. O zagueiro Paulo Ricardo, expulso no segundo tempo, por cometer pênalti em Leandro Pereira, foi suspenso por uma partida, cumprida no segundo confronto da decisão.

O técnico Marcelo Fernandes vai comandar a equipe na partida de amanhã, contra o Maringá, no jogo de volta da Copa do Brasil. No Paraná, o Santos empatou por 2 a 2 e, por isso, pode se classificar com empates por 0 a 0 e 1 a 1. o treinador deve escalar os titulares na partida da Vila Belmiro.  

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSantos FCMarcelo Fernandes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.