Reuters
Reuters

Tecnologia da linha do gol será usada na Copa do Mundo feminina

Pela primeira vez, sistema 'Hawk Eye' será utilizado na competição

Estadão Conteúdo

31 Março 2015 | 11h49

A Copa do Mundo de futebol feminino, que será disputada no Canadá em junho, terá pela primeira vez a tecnologia da linha do gol para auxiliar os árbitros. E, nesta terça-feira, a Fifa confirmou que o modelo escolhido será o Hawk-Eye, utilizado anteriormente no Mundial de Clubes de 2012, vencido pelo Corinthians, em dezembro de 2012, no Japão.

De acordo com a Fifa, o Hawk-Eye foi escolhido entre outros modelos que se candidataram para serem aplicados na Copa do Canadá. O processo de seleção teve início em dezembro do ano passado e foi finalizado neste fim de março.

O Hawk-Eye é um sistema baseado na utilização de sete câmeras direcionadas para cada gol, com o objetivo de captar o maior número possível de imagens da bola para definir se ela entrou ou não no gol. É semelhante a outros modelos utilizados em outras competições da Fifa.

Na Copa das Confederações e na Copa do Mundo, disputadas recentemente no Brasil, a tecnologia utilizada foi a GoalControl, produzida por uma empresa alemã. Outra opção é a GoalRef, também já testada pela Fifa em outros torneios.

Para ser garantido na Copa feminina, o modelo Hawk-Eye ainda precisará ser testado em todos os seis estádios da competição canadense. Um instituto independente realizará os testes nas próximas semanas. Se aprovado, o modelo será utilizado normalmente em todas as partidas do Mundial, entre os dias 6 de junho e 5 de julho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.