Tecnologia na linha de gol será usada no próximo Inglês

O Inglês será o primeiro dos principais campeonatos nacionais do mundo a utilizar tecnologia na linha de gol. Nesta quinta-feira, a liga confirmou que promoverá na temporada 2013/2014 o uso do sistema Hawk-Eye nos estádios dos 20 clubes da primeira divisão ao longo das 380 partidas da competição.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2013 | 13h16

O sistema Hawk-Eye, também utilizado nas partidas de tênis, é composto por uma câmera colocada nas traves que avisa o árbitro em menos de um segundo se a bola ultrapassar a linha. A tecnologia também será instalada no estádio Wembley e estará preparada para ser usada em outras competições do país, como a Copa da Inglaterra.

"A tecnologia tem sido um grande debate e é muito bom ver que agora estamos todos na mesma página e que ela foi introduzida", disse o técnico da seleção inglesa, Roy Hodgson. "Ao menos isso impedirá algumas grandes injustiças que temos visto nos últimos anos, nos quais gols claramente marcados não foram confirmados."

Mesmo sem citar quais seriam esses "gols que não foram confirmados", Hodgson fez uma clara referência ao chute de Frank Lampard nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2010. Naquela ocasião, o meia deu um toque que tocou no travessão e pingou dentro do gol, o que não foi visto pelo árbitro, que não deu o gol. No fim, a Inglaterra acabou eliminada diante da Alemanha por 4 a 1.

Outras das principais ligas de futebol da Europa também se manifestaram sobre o assunto. As entidades responsáveis pelo Campeonato Espanhol e pelo Alemão apontaram que esperarão ao menos dois anos para estudarem o uso de tecnologia. Enquanto isso, a Federação Italiana não demonstrou entusiasmo para implantar o sistema.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Inglêstecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.