André Dusek/AE
André Dusek/AE

Teixeira acaba com especulações e diz que retoma à CBF após o carnaval

Antes de embarcar para os EUA, dirigente comunica que não tem problemas com a Receita Federal

estadão.com.br

17 de fevereiro de 2012 | 19h33

RIO - Em comunicado no site da CBF no começo da noite desta sexta-feira, Ricardo Teixeira mandou informar que retoma suas funções no comando da CBF e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014 após o carnaval. O dirigente viajou para os Estados Unidos a fim de encontrar sua família. A frase é curta: "O presidente Ricardo Teixeira retomará as atividades que constam da sua agenda de trabalho na CBF após o carnaval."

Foi uma espécie de contra-ataque do cartola às informações que davam conta de sua saída do comando da entidade que preside desde janeiro de 1989.

A CBF divulgou três comunicados nesta sexta-feira. Além da confirmação de que permanecerá no comando de suas atividades após o carnaval, os outros dois também eram direcionados à série de informação da semana dando conta de sua saída de cena. Às 19h23, o site da entidade divulgou que Teixeira não tem problemas com a Receita Federal.

"O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, bem como todos os membros de sua família, tem sua situação tributária-fiscal devidamente regularizada, nada devendo ao fisco federal, estadual e municipal, sendo certo que todos os seus bens e propriedades estão devidamente declarados perante as repartições competentes."

O terceiro comunicado da CBF sobre o presidente Ricardo Teixeira reforçava a disposição do dirigente de processar todos os jornalistas e veículos de comunicação que publicaram imagens de sua filha, na internet ou em edições impressas, de maneira vexatória ou constrangedora "aproveitando-se do momento em que seu pai ocupa o centro das discussões sobre a Copa do Mundo de 2014."

Tudo o que sabemos sobre:
CBFRicardo TeixeiraCopa 2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.