Teixeira ainda não informou Coca-Cola

Apesar de o anúncio oficial feito pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, de que a Ambev, dona da marca Guaraná Antártica, é a nova patrocinadora oficial da seleção brasileira, a Coca-Cola, ainda não foi informada, pelo dirigente, sobre o rompimento. A empresa afirmou que, além de ainda estar interessada na renovação contratual do patrocínio, está disposta a prosseguir com as negociações.A Coca-Cola ainda não admite esta possibilidade, mas o novo contrato de patrocínio da seleção brasileira pode ser decidido na Justiça. Assinado em 1990, renovado em 1994 e 1997, o compromisso CBF com a empresa tem duração até 2002.Segundo Teixeira, para ser a nova patrocinadora dos uniformes de treino, além dos painéis que servem de fundo para entrevistas coletivas, a Ambev está disposta a pagar, anualmente, mais de US$ 10 milhões e, até a Copa de 2014, US$ 170 milhões. O presidente da CBF prometeu para os próximos dias a assinatura do novo contrato com a Ambev.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.