Teixeira deve ser reeleito pela 5ª vez

O empresário Ricardo Terra Teixeira, de 56 anos, deve ser eleito amanhã pela quinta vez consecutiva presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Até hoje à noite três ações na Justiça Comum (em Brasília, São Paulo e Santa Catarina) tentavam suspender o pleito, previsto para começar as 10 horas. Se pelo menos uma delas for deferida até o início da manhã desta quarta-feira, a eleição não será realizada. Teixeira vai concorrer com o advogado Carlos Alberto Oliveira, de 61 anos, presidente da Federação de Futebol de Pernambuco. "Se a eleição não for suspensa, nenhum cidadão vai ter condições de enfrentar Ricardo Teixeira para tentar moralizar o futebol e acabar com esse balcão de negócios que virou a CBF", disse Oliveira. Ele não teve atendidos dois pedidos de liminar na Justiça do Rio, favoráveis à suspensão da eleição. Mas ganhou o direito de disputá-la mesmo sem o aval de cinco presidentes de federações, como estabelece o estatuto da CBF. A alegação de Oliveira e dos responsáveis pelas outras ações - um deles é o ex-senador Geraldo Althoff - é a de que a CBF estaria descumprindo a Lei Pelé. "Os votantes devem ser todos os clubes filiados à CBF", disse Althoff, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou por dois anos denúncias contra a CBF. A entidade só vai permitir votos às 27 federações estaduais e a 24 clubes "especiais", os da Série A do Campeonato Brasileiro. Teixeira vem evitando falar sobre a eleição e prometeu um pronunciamento ao término da apuração. A movimentação de dirigentes de federações e clubes era grande hoje no Rio. Eles receberam da CBF passagem aérea e duas diárias em hotéis de luxo na cidade. Um deles, na Barra da Tijuca, cobra R$ 230,00 pelo quarto simples, por dia. Houve quem trouxesse acompanhantes, cuja despesa também seria paga pela CBF.

Agencia Estado,

08 de julho de 2003 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.