Teixeira: fim da CPI não é vitória

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, mostrou-se indiferente quanto ao encerramento das investigações da CPI da CBF/Nike, no dia 12. "Vitória para mim não é o fim da CPI, mas a chance que tive de corrigir uma série de erros como cláusulas do contrato com a Nike, o calendário do Campeonato Brasileiro, além do erro histórico da briga com o Pelé", revelou.Teixeira disse estar calmo porque "só sofreu derrotas" desde a implantação das CPIs. O dirigente lembrou que, inicialmente, era contra ao início das investigações e elas aconteceram. Quebraram seu sigilo bancário e fiscal e nada fez para impedir. Por isso, ele afirmou não temer a continuação da CPI da CBF/Nike. Na próxima semana o presidente da CBF volta a depor na CPI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.