Tasso Marcelo/AE - 1/12/2011
Tasso Marcelo/AE - 1/12/2011

Teixeira preserva fortuna antes de deixar a CBF, afirma revista

Reportagem diz que dirigente está com medo de ter seus bens bloquadores pela Justiça

estadão.com.br

17 de fevereiro de 2012 | 15h05

SÃO PAULO - Perto de deixar a CBF após 23 anos, Ricardo Teixeira tratou de preservar todo o seu dinheiro, em uma fortuna avaliada em cerca de R$ 50 milhões, antes de abandonar o poder da entidade. É o que mostra a revista Veja desta semana.

De acordo com a reportagem, Teixeira resolveu se desfazer de todos os seus bens, enviando a grana para longe da Justiça Brasileira - ele teme por um possível pedido de bloqueio de bens.

O atual presidente da CBF, por exemplo, leiloou todo o seu gado que tinha em uma fazenda em Piraí (RJ), fechou uma boate e um restaurante que possuía no Rio e também colocou à venda a fazenda e o apartamento onde vivia, no Leblon. Sua ideia, agora, é viver com a mulher e a filha de 9 anos na Flórida. Além do apartamento nos EUA, ela ainda adquiriu uma outra moradia no ano passado, em Paris.

Além de garantir sua fortuna, Teixeira ainda armou uma estratégia para se manter - ao menos um pouco - no poder. E essa é a explicação para ele ter nomeado amigos em cargos na CBF, como Ronaldo e Andrés Sanchez.

Tudo o que sabemos sobre:
CBFRicardo teixeirafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.