Teixeirão passa por vistoria e é aprovado

O estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão, palco do jogo de domingo entre Santos e Vasco, passou por uma vistoria da Defesa Civil de São José do Rio Preto, hoje pela manhã. Apesar de várias irregularidades terem sido apontadas pelos inspetores, o estádio foi aprovado para a partida, já que o administrador do Teixeirão, Vinícius Borges, prometeu que sanará todos os problemas até a manhã de domingo. "Vamos correr, mas acho que dá tempo, sim, de arrumar tudo até a hora do jogo", disse Borges. As irregularidades vão desde o posicionamento incorreto de extintores de incêndio até a presença de objetos que podem ser usados como armas pelos torcedores, em caso de tumulto. Há alguns pedaços de madeira soltos ao redor do gramado e parte do reboco dos muros que separam a torcida do campo está deteriorado. "Seria fácil o sujeito dar um chute aqui, arrancar o tijolo e usá-lo como arma", disse o inspetor José Carlos Sá, da Defesa Civil. Todos os 36.426 ingressos já foram vendidos. Quem tem feito a festa são os cambistas, que chegam a pedir R$ 100 por um ingresso que custava R$ 30 nas bilheterias (o de cadeira numerada). Os cambistas vendem os ingressos há pouco mais de 100 metros do estádio, abordando os carros que passam pelo local. Há até uma certa organização entre eles: cada um ocupa uma faixa de cerca de dez metros. Se um carro pára nessa faixa, o cambista de outra área não pode se aproximar. O estádio foi inaugurado em 1995, com capacidade inicial para 55 mil torcedores. O recorde de público foi registrado há cinco anos, na final do Campeonato Paulista da Série A-2, entre América e Ponte Preta, acompanhada por 47,5 mil pessoas. Com as novas exigências do Estatuto do Torcedor, a Federação Paulista estipulou que a capacidade do Teixeirão baixasse para 39 mil lugares. O jogo começa às 16h. Na preliminar, às 13h30, haverá a decisão do Campeonato Paulista Feminino. E depois do jogo, às 20h, haverá um bingo promovido pela diretoria do América, dono do estádio Teixeirão. O prêmio principal é um carro 0 km.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.