Telê vibra com desempenho de Denílson

Um torcedor especial está vibrando com a boa fase de Denílson na seleção brasileira. Telê Santana foi quem lançou o garoto no time de profissionais do São Paulo, em 1994, num jogo contra o Grêmio. Denílson tinha 17 anos. Entrou em campo com as pernas trêmulas, suando frio. Mas, pelo jeito, não esqueceu até hoje os ensinamentos do "Velho Mestre". "Eu sempre falava para ele não se incomodar com os comentários sobre seu estilo de jogo", lembra Telê, hoje aposentado e descansando ao lado da família em Belo Horizonte. "Eu dizia: ?Drible à vontade, jogue à vontade, do jeito que você fazia nos juniores?. E ele fazia. Denílson é um jogador diferenciado."Telê teve pouco tempo para trabalhar com o jovem atacante no São Paulo. Mas, como fez com todos os atletas que passaram por seu comando, ensinou fundamentos que se somaram ao talento natural do jogador. "Meu trabalho foi orientar o Denílson a tornar os dribles um apoio às suas jogadas, a chegar à linha de fundo e fazer um bom cruzamento para os companheiros." O gol de Belletti contra o Paraguai demonstrou que a lição não foi esquecida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.