Tem clássico em BH. Falta motivação...

Sem a atração natural da história do confronto, Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentam neste sábado, às 16h, no Mineirão, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O fraco desempenho dos grandes rivais mineiros na competição serviu para esvaziar o clássico.Para piorar, os dois times vêm de fracassos diante de suas torcidas. Enquanto o Galo foi goleado em casa, por 5 a 0, para o São Paulo, na última rodada do Brasileirão, o Cruzeiro foi desclassificado da Copa Sul-Americana ao perder, no Mineirão, por 1 a 0, para o Internacional.Em 21ª lugar na tabela, com 39 pontos, o Atlético busca motivação na luta contra o rebaixamento para a Série B. Já sem pretensões no campeonato, o Cruzeiro - na 13ª posição, com 47 pontos - se apoia na rivalidade e no fato de que uma vitória no maior clássico do futebol mineiro costuma aliviar a pressão dos torcedores."Temos que jogar pelo orgulho, pela camisa do Cruzeiro e pelo respeito ao torcedor e ao próprio grupo", destacou o lateral-esquerdo Sorín. "O clássico é um jogo especial. Dele nunca se sai do mesmo jeito que entrou. Esse jogo pode ser importante para dar uma levantada no time e para terminarmos bem o Brasileiro".Para o goleiro Danrlei, a equipe alvinegra precisa se agarrar à necessidade de somar pontos. "Como qualquer partida. Temos que encará-lo (o clássico) dessa forma, precisamos obter um bom resultado", ressaltou.O técnico Mário Sérgio optou pelo esquema 3-5-2, com três zagueiros na defesa. Gaúcho atuará como libero, ao lado de Adriano e André Luiz. Na derrota humilhante para o São Paulo, o treinador foi muito criticado por utilizar dois volantes na defesa.No Cruzeiro, o técnico Marco Aurélio não sabe se poderá contar com o volante chileno Maldonado, que está com uma lombalgia aguda. Caso ele não se recupere, Jardel deverá ocupar a vaga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.