Dida Sampaio/ Estadão
Dida Sampaio/ Estadão

Temer deve ir a Chapecó na manhã de sábado, mas não confirma presença em velório

Presidente deve receber os corpos no aeroporto

Carla Araújo e Tânia Monteiro, O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2016 | 13h49

O presidente Michel Temer deve ir apenas no sábado de manhã a Chapecó, onde acontecerá a cerimônia de velório coletivo dos jogadores e comissão técnica da Chapecoense, vítimas de um acidente aéreo na última terça-feira. A previsão inicial do Planalto é que o presidente apenas receba os corpos no aeroporto. Por isso, o horário da viagem está dependendo da liberação na Colômbia. Até o momento, não está prevista a participação de Temer na cerimônia na Arena Condá.

A agenda presidencial, entretanto, ainda não está fechada. Por conta da participação de autoridades internacionais, como o presidente da Fifa, Gianni Infantino, que cancelou seus compromissos em outros torneios para viajar ao Brasil prestar homenagem às vítimas da Chapecoense, e também devido à grande comoção nacional com a tragédia, a participação de Temer no evento seria importante pelo simbolismo no momento, de acordo com avaliação de interlocutores.

Há, porém, aqueles que argumentam que o momento exige "sensibilidade" com as famílias e com a torcida. O receio de vaias ao presidente é minimizado justamente por conta da tristeza envolvendo a tragédia. O risco de alguma hostilidade política não é completamente descartado, mas - segundo fontes do Planalto - não está sendo considerado na decisão da agenda do presidente.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.