Divulgação
Divulgação

Temperatura sobe em Madri cada vez que Neymar fala sobre o Barcelona

Diretoria do clube da capital espanhola tenta fazer o possível para acalmar a torcida

Luís Augusto Monaco, Jornal da Tarde

12 de agosto de 2011 | 23h48

SÃO PAULO - Uma no cravo, outra na ferradura. Em um dos jornais esportivos de Madri, o Marca, foi publicada nesta sexta-feira uma entrevista com Ganso em que o meia santista fala maravilhas de Neymar. Ponto para o Real Madrid em sua campanha de 'reabilitar' a imagem do garoto que irritou a torcida por ter dito que o Barcelona é o melhor time do mundo. Mas em outro diário, o As, a manchete colocou mais lenha na fogueira. O título era: "Não descarto o Real Madrid nem o Barcelona."

A maioria dos leitores que comentou a notícia no site do As reclamou de Neymar por ele ter mantido a porta aberta para o Barça. A declaração do craque foi dada a um repórter do jornal na saída do estádio de Stuttgart, depois do amistoso do Brasil contra a Alemanha.

A direção do Real Madrid está fazendo o possível para acalmar sua torcida, e reforçará a estratégia neste fim de semana. Neste sábado, na entrevista coletiva que dará depois do treino no Santiago Bernabéu (que será aberto aos torcedores), o técnico José Mourinho fará sua parte quando surgirem perguntas sobre a negociação com Neymar e suas declarações favoráveis ao Barcelona. A orientação da cúpula do clube é para ele ajudar a limpar a imagem do garoto.

Ronaldo Fenômeno é esperado neste sábado na capital espanhola para se juntar ao movimento. Ele foi convidado pelo presidente Florentino Perez para ver o jogo de domingo contra o Barcelona pela Supercopa da Espanha, e também falará bem de Neymar para os jornalistas.

Encontro com Florentino. O pai e o empresário de Neymar (Wagner Ribeiro) continuam incomunicáveis na capital espanhola. O Real não quer que eles falem com a imprensa, e por isso tratou de blindá-los. Eles só circulam pela cidade com um motorista designado pelo clube.

Nesta sexta houve uma conversa por telefone entre Wagner Ribeiro e José Ángel Sánchez, diretor-geral do Real Madrid. E ficou acertado para este sábado um encontro deles com Florentino Perez - que voltou de Mallorca, onde passou a semana.

O presidente quer anunciar logo o acordo para que Neymar se incorpore ao elenco em janeiro, depois de defender o Santos no Mundial que será realizado em dezembro no Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.