Tempo ameno agrada seleção argentina para a final

Após reclamar do calor venezuelano, Alfio Basile comemora clima fechado

Luis Augusto Monaco, do Jornal da Tarde

15 de julho de 2007 | 14h01

Já cotada como favorita, a Argentina tem mais um motivo para comemorar antes da final da Copa América contra o Brasil, neste domingo, às 18h05 horas, no Estádio Jose Romero, em Maracaibo, na Venezuela. O técnico Alfio Basile, que havia reclamado muito sobre o calor no horário em que o jogo será disputado, não tem mais motivos para choro, pois o domingo amanheceu nublado e a temperatura caiu bastante.Os argentinos haviam feito todos os seus jogos à noite, e por conta disso acusou a organização da competição de favorecer os brasileiros, mas acostumados com o calor.ApoioO presidente da CBF, Ricardo Teixeira, chegou neste domingo à Maracaibo para prestigiar a seleção na final da Copa América. Ele verá a partida ao lado do presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o Julio Grandona, presidente da Federação Argentina, que está na Venezuela desde o início da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.