Divulgação
Divulgação

Tencati deixa o Londrina após seis anos e Ricardinho deve ser o substituto

Treinador sai após liderar processo de 'renascimento' do clube, que chegou a figurar na segunda divisão do Paranaense

Estadao Conteudo

22 Novembro 2017 | 18h22

Demorou seis anos e cinco meses, mas a era Claudio Tencati chegou ao fim no Londrina. As partes entraram em um acordo e o anúncio oficial vai acontecer nesta quinta-feira. No mesmo dia, a diretoria deve confirmar a contratação do técnico Ricardinho, ex-meia de Corinthians e seleção brasileira.

A despedida do até então treinador mais longevo do futebol brasileiro vai acontecer no próximo sábado, quando o Londrina enfrenta o Vila Nova, no Serra Dourada, pela última rodada da Série B.

Para o lugar de Tencati, a diretoria do Londrina vai anunciar Ricardinho, que está sem clube desde que deixou o Tupi em novembro do ano passado, após apenas nove jogos.

Pentacampeão mundial pela seleção brasileira, o ex-meia de Corinthians, São Paulo e Santos, entre outros, iniciou a carreira de treinador no Paraná em 2012 e tem passagens por Santa Cruz, Ceará, Avaí e Portuguesa.

No último final de semana, após o empate com o América-MG - resultado que acabou com as chances matemáticas do time paranaense de conquistar o acesso à elite -, Tencati já havia deixado o futuro no clube em aberto ao dizer que "é preciso analisar o ciclo".

Contratado em abril de 2011, ele fez parte do "renascimento" do Londrina, que passava por uma crise financeira, figurando na segunda divisão do Campeonato Paranaense e na Série D do Brasileiro. Sob seu comando, o clube foi campeão estadual e subiu para a Série B nacional, além de ter sido campeão da Copa da Primeira Liga deste ano. Em 269 jogos, o treinador teve 131 vitórias, 72 empates e 66 derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.