Jiji Press / AFP
Jiji Press / AFP

Terremoto vai fazer Sapporo desistir de ser sede dos Jogos de Inverno de 2026

Quatro candidaturas ainda seguem no páreo por Olimpíada

Estadão Conteúdo

14 Setembro 2018 | 08h14

A cidade japonesa de Sapporo deve retirar sua candidatura para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026 nesta segunda-feira. Segundo um funcionário da prefeitura, o vice-prefeito Takatohsi Machida e a atleta olímpica japonesa Tsunekazu Takeda, presidente do Comitê Organizador, vão se reunir com Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), para conversar sobre a possível desistência da cidade.

Uns dos motivos para a retirada de Sapporo, segundo Akihiro Okumura, porta-voz da prefeitura, são os danos causados pelo terremoto que atingiu a região norte do país há uma semana e matou cerca de 40 pessoas.

Houve ainda prejuízos à infraestrutura da cidade. A seleção de futebol do Japão, inclusive, precisou cancelar um amistoso com o Chile, que seria disputado na semana passada. Alegou que a cidade estava sem condições de receber uma partida envolvendo seleções.

A saída de Sapporo pela disputa da organização dos Jogos não é uma novidade para o COI. Devido aos altos custos e a série de exigências feitas para a organização dos Jogos, várias têm sido as cidades que desistiram de sediar tanto os Jogos de Inverno como a Olimpíada de verão.

O COI nomeará a cidade sede dos Jogos de 2026 somente daqui a um ano. As quatro candidatas são: Estocolmo (Suécia), Calgary (Canadá), Milão e Cortina d'Ampezzo (Itália) e Erzurum (Turquia).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.