Tevez diz que pretende arrancar a cabeça de Lehman

Carlitos Tevez é um show também fora de campo. Com um bom humor incrível, dominou a entrevista coletiva a que compareceu junto com Lionel Messi, mais contido. Carlitos falou de tudo, com muita franqueza. Pediu um lugar no time, disse que pretende arrancar a cabeça de Lehman e que tem a certeza de que os corintianos estão do seu lado. Só não respondeu se vai para a Inglaterra após a Copa. ?Por favor, não vamos falar do Chelsea. Eu sou do Corinthians e não quero falar desse assunto." O argentino está louco para jogar. Diz isso com sinceridade, mas com respeito. Fica evidente que não está utilizando os jornalistas para pedir um lugar entre os onze, que não vai fazer onda se ficar fora. Responde às perguntas, apenas. ?Eu quero começar jogando, porque sei o tipo de jogador que sou. Sei que tenho capacidade para isso. Não sei se vou jogar, mas se soubesse não diria. É um desrespeito ao treinador. O que sei é que na Copa América comecei no banco e terminei jogando. Posso jogar, sim, tenho qualidade para isso?, disse. Carlitos aposta no jogo por baixo contra a Alemanha, na sexta-feira. ?Trocando passes, seria mais fácil para nós. O jogo pelo alto favorece a Alemanha. Mas, de um jeito ou de outro, a Alemanha vai ter de jogar muito mais do que fez até agora para eliminar a Argentina.?Para Tevez, esse é o tipo de jogo em que os craques se firmam. ?Eu adoro jogar contra a torcida adversária. E gosto que me ofendam. É muito mais gostoso. Nesses jogos, é que o craque se afirma". Messi concorda. ?Eu gosto quando estou de visitante. É nessas horas que o jogador argentino se torna mais duro, cresce em campo.?Um pênalti a favor? Para Messi, algo normal. ?Nem gostaria que chegasse a isso. Gostaria de vencer antes". Para Tevez, a deixa para se fazer uma brincadeira a mais. ?Eu vou mirar na cabeça do goleiro e chutar muito forte. Se errar, errei. Mas, se acertar, ele não fica igual. Perde a cabeça ou parte do estômago. Esse é jogo para macho, para quem tem culhões. A Argentina é assim?, diz. Tevez se diz preparado para jogar cada vez melhor. ?Tem gente que me pergunta se vai ser o meu Mundial. Tem de ser. Não sei se irei a outro. Tenho de jogar cada vez melhor e estou preparado para isso. Lutei para ficar entre os 23 convocados e agora, quero ficar entre os onze. Mas, se não der, continuo lutando para que seja o meu Mundial."E terminou o show duvidando que muito brasileiros estejam torcendo por ele. ?Brasileiros, não. Mas os corintianos, sim. Os brasileiros estão torcendo para o Brasil, que está cada vez melhor.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.