Rosario Central
Rosario Central

Tévez é anunciado como treinador do Rosario Central em sua primeira experiência na função

Ex-atacante anunciou a aposentadoria como jogador no dia 4 de junho e disse ter tomado a decisão por causa da morte do pai

Redação, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2022 | 13h48

Carlitos Tévez foi anunciado nesta terça-feira como treinador do Rosario Central, da Argentina, pouco mais de duas semanas após anunciar a aposentadoria da carreira como jogador, e viverá sua primeira experiência exercendo a nova função. A contratação já era dada como certa pela imprensa argentina desde a semana passada, mas o clube adotou cautela, apesar de ter confirmado que estava negociando com o jogador.

“El Apache (apelido de Tévez na Argentina) tornou-se o novo treinador Auriazul”, escreveu o Rosario nas redes sociais, em comunicado acompanhado por um vídeo no qual o ex-atleta é chamado de “O Jogador do Povo”. Também são mostradas imagens da carreira dele, inclusive uma celebração de gol pelo Corinthians, fazendo a famosa cumbia que se tornou sua marca registrada com a camisa 10 alvinegra. 

O Rosario também anunciou que Carlos "el Chapa" Retegui, ex-jogador e treinador de hóquei de grama, será parte da comissão técnica. Como treinador da seleção feminina argentina da modalidade, levou o time à conquista de duas pratas olímpicas, uma em Londres-2012 e outra em Tóquio-2020.  

Tévez anunciou a aposentadoria no dia 4 de junho e disse ter tomado a decisão por causa da morte do pai. “Parei de jogar porque perdi meu fã número um. Meu último ano jogando foi muito difícil porque ele estava com morte cerebral”, explicou na ocasião. Apesar de ter oficializado o fim da carreira neste ano, o argentino de 38 anos já não atuava desde 2021, quando deixou o Boca Juniors. 

Lançado ao futebol profissional pelo time xeneize, no início dos anos 2000, Tévez foi contratado pelo Corinthians em 2005, temporada na qual o clube paulista recebeu investimentos da Media Sports Investment (MSI), fundo comandado pelo empresário iraniano Kia Joorabchian. 

Campeão brasileiro em seu primeiro ano com a camisa corintiana, deixou o time no ano seguinte para defender o West Ham. A partir daí, iniciou um caminho por gigantes da Europa. Defendeu Manchester United, Manchester City e Juventus, antes de voltar ao Boca Juniors em 2015. Chegou a ir para o Shanghai Shenhua, da China, em 2017, mas voltou ao Boca para encerrar a carreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.