Tevez está feliz. E Gil é dúvida

Acompanhado por três seguranças, o meia Tevez, do Corinthians, chegou ao Morumbi de bermuda, chinelos, chapéu e walkman. Parecia bem à vontade no estádio onde já havia se sagrado campeão da Copa Libertadores, dois anos antes. Em campo, antes do jogo, recebeu abraços calorosos de Fábio Costa, Gil e Carlos Alberto.Na arquibancada, o nome mais gritado era o dele. Todos queriam dar as boas vindas e desejar boa sorte ao argentino, que retribuiu com uma "sambadinha" na comemoração do gol de Coelho, o primeiro da tarde chuvosa no Morumbi. "Estamos nos ambientando aos poucos", disse Tevez. "Foi uma sambada feia para caramba! Nossa senhora...", comentou Coelho, aos risos.Apesar da vitória magra, Tevez se disse muito contente com sua estréia. "O mais importante era conseguirmos a vitória. Eu ainda estou melhorando fisicamente e o time também está em evolução. É tudo uma questão de tempo". Tevez procurou retribuir bastante o carinho da torcida. "Foi lindo! Gostei muito. Ela tem muitas semelhanças comigo."Antes de estrear, Tevez recebeu a visita de seus pais, Segundo e Adriana, que ficarão no Brasil alguns dias para ajudar na adaptação do atacante ao País. "O Tevez é um cara muito simples, humilde, e os pais dele também são assim", disse o zagueiro Betão, que foi companheiro de quarto do argentino na concentração. "A mãe dele estava ansiosa, um pouco assustada até. Mas o pai estava bem tranqüilo", emendou Betão.Na opinião do técnico Tite, a estréia de Tevez foi "dentro da expectativa". "Ele até me surpreendeu, ficando os 90 minutos em campo.Entrou mais no jogo no segundo tempo, mostrou muita disposição. Tem muito ainda a evoluir", disse Tite.Tite admitiu que jogou pelo resultado. Chamado de "burro" pela torcida, o treinador admitiu que foi retranqueiro no jogo. Ao colocar Marinho no lugar de Coelho, Tite ficou com quatro zagueiros em campo. E tudo isso para parar o América, em pleno Morumbi. "Fui pragmático, sim. Joguei pelo resultado, sim. Mas isso por causa das circunstâncias. O time estava muito cansado."Tite lamentou também a contusão do atacante Gil, que teve de ser substituído por Jô logo no começo da partida. "Perdemos o nosso jogador de velocidade."Gil sofreu uma lesão muscular na coxa direita e nem viaja para São Luís, no Maranhão, onde quarta-feira o Corinthians enfrenta o Sampaio Corrêa na estréia na Copa do Brasil. O meia Carlos Alberto, que saiu de campo se queixando de cansaço muscular, é dúvida. "Mas se depender de mim, vou querer jogar", disse o meia.Pelo Paulistão, o próximo jogo é no sábado, contra a Internacional, em Limeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.