Tevez não aceita contrato e deixa o Manchester United

A saída do atacante Carlos Tevez do Manchester United foi oficializada na manhã deste sábado. Depois de dois anos no clube inglês, o argentino não aceitou a proposta de renovação de seu contrato. A recusa foi anunciada pelo próprio Manchester, que ainda lamentou o desejo do jogador de deixar o time.

AE, Agencia Estado

20 de junho de 2009 | 10h00

Tevez já tinha afirmado anteriormente a sua vontade de deixar a equipe do técnico Alex Ferguson. Segundo o atacante, ele se sentia desrespeitado no Manchester por não ter muitas oportunidades no time titular. Apesar disto, o argentino tinha o carinho da torcida, que havia pedido a sua permanência.

De acordo com o Manchester, o clube ofereceu um contrato de cinco anos e se dispôs a pagar 25,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 70,5 mi) para adquirir em definitivo os direitos federativos do atacante, que estava emprestado pelo West Ham. Com isso, Tevez se tornaria um dos jogadores mais bem pagos do time.

Com a recusa da proposta, Tevez abre espaço para os boatos de que estaria cotado para reforçar o Manchester City, arquirrival de sua ex-equipe. Se acertar mesmo com o novo time, o argentino jogaria ao lado dos brasileiros Robinho e Elano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolManchester UnitedCarlos Tevez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.