Tevez pode voltar ao City em duas semanas, diz Mancini

Carlos Tevez ficou mais próximo de voltar a vestir a camisa do Manchester City nesta quarta-feira, depois que o técnico Roberto Mancini disse ter aceitado o pedido de desculpas do atacante argentino por seu comportamento nos últimos meses.

REUTERS

22 de fevereiro de 2012 | 19h42

A crise de Tevez com o City começou em setembro, quando o atacante se recusou a sair do banco e se aquecer durante uma partida contra o Bayern de Munique pela Liga dos Campeões. Depois disso, ele viajou para a Argentina sem autorização do clube, e só voltou neste mês.

Recentemente, Tevez disse que Mancini o tratou "como um cachorro", mas na terça-feira apresentou um pedido incondicional de desculpas e desistiu do recurso junto à Premier League contra punições impostas pelo clube.

"Estou feliz com o que Carlos disse. Amanhã vou conversar com ele", disse Mancini após seu time golear o Porto por 4 x 0 e assegurar vaga na próxima fase da Liga Europa. Depois do incidente de setembro, o treinador chegou a dizer que Tevez estava "acabado" para o clube.

"Aceitei as desculpas dele. Há uma chance de que ele possa novamente jogar pelo Manchester City. Acho que ele precisa de duas ou três semanas para treinar, e alguns jogos, mas se estiver pronto em duas ou três semanas isso é normal."

O City lidera o Campeonato Inglês, que não conquista desde 1968, e Mancini insinuou que o time poderia manter a boa forma mesmo sem Tevez.

"Nos últimos seis ou sete meses, o time tem jogado muito bem... mas Carlos é um atacante de primeira, ele pode nos ajudar a fazer um bom trabalho nos próximos dois meses."

(Reportagem de Martyn Herman)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTINGLESTEVEZMANCINI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.