Tevez só viaja quando MSI pagar Boca

Nada garante que o astro do Boca Juniors, Carlos Tevez, colocará seus pés na próxima segunda-feira no aeroporto de Cumbica, tal como previa-se dias atrás. Na capital argentina, a diretoria do Boca espera o avanço das negociações com o iraniano Kia Joorabchian, do MSI, para definir os "detalhes" do pagamento do passe de Tevez e permitir a partida deste de Buenos Aires rumo à São Paulo, onde debutaria no Corinthians. Além disso, ainda pairam indefinições sobre a parcela que corresponderia ao Boca em uma eventual futura venda do jogador a outro time, depois de passar pelo Corinthians. Ivan Pavlovsky, assessor do presidente do Boca Juniors, o empresário Maurício Macri, disse para a Agência Estado que "nada está fora do cronograma...a situação continua sendo a mesma. Faltam alguns detalhes. Estamos trabalhando nisso, nos detalhes. Estamos discutindo a forma de pagamento e como fica o Boca em relação à uma futura venda de Tevez".Segundo Pavlovsky, "o pagamento (por parte do MSI) não foi feito. ?Nada. Será feito quando terminem os detalhes, quando a operação estiver pronta. E Tevez só viajará quando a operação concluir". Pavlovsky também indicou que não existe cálculo algum sobre quando as negociações seriam finalizadas. "Não temos nenhuma expectativa...nas próximas horas ou dias será definido", disse. Em declarações ao jornal esportivo "Olé", Joorabchian afirmou que "tudo vai no caminho correto. Fala-se muito, mas não há história alguma. Falei com os advogados do Boca. Talvez daqui a um par de dias o dinheiro já esteja aí em Buenos Aires. Por isso eu desejo que Carlos faça gols e se despeça do Boca como campão". Segundo ele, "a única coisa concreta é que em janeiro Tevez vai jogar no Corinthians". Enquanto não parte para o Brasil, Tevez continua acumulando escândalos. Nos últimos dias encerrou seu breve e tórrido romance com a curvilínea modelo Natalia Fassi, fato que o tornou - mais uma vez - no centro dos programas e revistas de fofocas da Argentina. Furiosa, Fassi conclui a relação ao ver as fotografias na qual Tevez aparecia acompanhado de outra morena, que - levantando sua mini-saia - exibia roliços glúteos para o deleite do olhos do astro do Boca. Adrián Roucco, representante de Tevez, retrucou as críticas que aparecem na imprensa argentina e brasileira sobre o jogador: "Tevez está sendo perseguido por certo setor da imprensa, que não respeita sua vida particular. Lamentavelmente, inventam-se coisas...Todos querem criar problemas. Mas não há problema algum".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.