Tevez tem prova de fogo no clássico

A partida deste domingo será uma dura prova para o futebol de Carlitos Tevez. O atacante não jogou na vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre a Ponte Preta no meio de semana por causa de uma tendinite no tornozelo. Agora, recuperado, tem a missão de fazer bonito sobre a defesa do São Paulo. O duelo Argentina x Uruguai, toda vez que se encontrar com o zagueiro Lugano, promete ser uma atração no confronto.O talento e a capacidade de Tevez para decidir as partidas foram questionados após a derrota para o Santos, dia 13 no primeiro clássico da equipe este ano. Neste jogo em questão, os 3 a 0 aplicados pela equipe da Baixada contaram com a participação decisiva da estrela Robinho, atacante adversário.O argentino, artilheiro do Corinthians com quatro gols, não escondeu ter ficado chateado com as comparações. Fez elogios a Robinho, "um grande jogador que teve a felicidade de estar num dia iluminado", porém não aceitou bem as críticas. "As derrotas fazem parte da vida", disse. "Mas sei que ainda posso dar muitas alegrias a esse time", concluiu. Neste domingo, entretanto, nenhuma outra possibilidade pode ser aceita a não ser a vitória sobre os são-paulinos.Há 10 rodadas para o término do Campeonato Paulista, o Corinthians, com 16, está 9 pontos atrás do líder São Paulo. Portanto, tem de ganhar para continuar na briga. E Tevez terá marcação cerrada da imprensa e dos torcedores. "Ele não tem de sentir pressionado, a responsabilidade é do grupo todo", tentou minimizar a cobrança sobre o astro argentino o técnico Tite.Contra o Santos, era a única estrela do lado corintiano - afinal, o meia Carlos Alberto, assim como hoje, também estava suspenso. Esta tarde, seus ombros pesarão menos, pois dividirá as atenções com o meia Roger, apresentado sexta-feira e que deve ser utilizado pelo técnico Tite no segundo tempo.Os elogios ao argentino vêm de todos os lados. "Ele é um goleador, vai ser fácil jogar ao lado dele", apostou Roger. "Ninguém duvida do potencial e do talento do Tevez, ele tem boas chances de decidir o jogo", confia o companheiro e capitão da equipe, Anderson.No clássico do Morumbi, caberá ao zagueiro Alex, que se posiciona do lado direito da defesa, e ao uruguaio Lugano, o homem da sobra, a missão de barrar o artilheiro. Leão descarta marcação especial.

Agencia Estado,

27 de fevereiro de 2005 | 11h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.