Reprodução/Site oficial Vasco
Reprodução/Site oficial Vasco

Thalles é enterrado em São Gonçalo com presença de atletas e presidente do Vasco

Atacante faleceu aos 24 anos em decorrência de uma colisão entre duas motos na manhã deste sábado

Redação, Estadão Conteúdo

23 de junho de 2019 | 16h14

Com a presença de jogadores e do presidente do Vasco, o corpo do atacante Thalles foi sepultado, neste domingo, no Cemitério Parque Niterói, em São Gonçalo. O atleta, de 24 anos, que pertencia ao Vasco e estava emprestado à Ponte Preta, morreu no sábado passado em um acidente entre duas motos, que também matou Yuri Martins, de 27 anos, e deixou outras três pessoas feridas.

Alexandre Campello, presidente do Vasco, esteve presente ao velório, acompanhado por Andre Mazzuco, diretor executivo de futebol do clube de São Januário. Diversos jogadores vascaínos também compareceram, como Henrique, Gabriel Félix e Yago Pikachu. Treinador do atacante no Vasco e na Ponte Preta, Jorginho também esteve no cemitério.

Amigos e familiares vestiram a camisa do Vasco, time pelo qual o jogador era torcedor desde a infância, e cantaram o hino do clube, além de puxarem o tradicional grito "casaca".

O acidente, segundo o Corpo de Bombeiros, envolveu duas motos, que atropelaram outras pessoas, deixando três hospitalizadas: a jovem Lhorrainy Vasconcelos, de 18 anos, teve alta no último sábado. Porém, Kesia Mara Rabello Torres e Karolayne Almeida estão em estado grave e internadas no Hospital Estadual Alberto Torres, segundo informações da Secretaria de Saúde do Estado do Rio. Thalles estaria voltando de um baile funk na comunidade da Cerâmica.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.