Thiago deixa o São Paulo, e Fredson estréia nesta quarta

Quando ainda pede reforços para agüentar a maratona de jogos na temporada, o técnico Muricy Ramalho foi pego de surpresa nesta terça-feira ao ser informado que o atacante Thiago não faz mais parte do grupo do São Paulo. O jogador acertou a sua transferência para o Al Rayyan, da Primeira Divisão do Catar.Segundo o atleta de 20 anos, a oferta financeira era irrecusável. "Pensei em ficar, pois havia renovado recentemente com o São Paulo por mais um ano e meio. Mas o que eles (Al Rayyan) me ofereceram foi muito bom. Esse dinheiro vai ajudar muito a minha família", disse Thiago, que estava sendo pouco aproveitado no time do Morumbi neste ano. "Sei que o Brasil seria uma vitrine até para jogar a Olimpíada (Pequim, 2008), mas acho que veio em boa hora", completou.Os valores da negociação não foram revelados, mas os atuais campeões brasileiros irão receber 20% do valor desembolsado pelo time do Catar, que assinou contrato com o jogador por três anos. Os direitos federativos do avante pertencem ao empresário uruguaio Juan Figger. "Sou jovem ainda e penso em conseguir um contrato com um clube europeu ou mesmo do Brasil no futuro", analisou Thiago, que chegou ao São Paulo em 2005 depois de rápida passagem pelo Bordeaux, da França.Com a saída de Thiago, Muricy Ramalho conta agora com apenas três atacantes no grupo: Aloísio, Borges e Leandro, que vem atuando como meia. Essa é a quarta baixa da equipe paulista após a conquista do Brasileirão 2006 - Danilo e Fabão foram para o japonês Kashima Antlers, enquanto que Mineiro acertou com o alemão Hertha Berlim.Estréia no MorumbiCom dificuldades de montar o meio-campo, Muricy Ramalho promoverá a estréia do volante Fredson na partida contra o São Bento, na quarta-feira, às 21h45, no Estádio do Morumbi, pelo Paulistão. O jogador, que está treinando com os demais jogadores desde o fim da semana e foi apresentando oficialmente somente nesta terça, irá atuar ao lado de Josué."Estou preparado para entrar, mesmo tendo treinado pouco com os outros jogadores. Mas nada melhor que as partidas para ganhar entrosamento", comentou Fredson. "O professor treinou o posicionamento e pediu que tivesse tranqüilidade, principalmente para não errar muitos passes, porque no meu setor isso complica todo o time", acrescentou.Já o lateral Jorge Wagner já está em São Paulo passará por exames médicos nesta quarta. Ele deve usar a camisa 7, que pertencia a Mineiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.