Thiago Gentil, à espera do maior rival

Um clássico, por si só, já é importante para qualquer jogador. Para Thiago Gentil, porém, o duelo de domingo, contra o Corinthians, tem um significado especial. O atacante de 24 anos, formado nas categorias de base do Palmeiras, tenta marcar seu primeiro gol contra o rival e manter a boa fase no Campeonato Brasileiro. "É um jogo que ninguém quer perder, especialmente eu, que mesmo antes de chegar ao profissional, ficava imaginando como seria enfrentar o Corinthians no time principal", recorda. Thiago Gentil chegou ao Palmeiras aos 12 anos e sabe que uma boa atuação, além de marcar seu nome na história do clube, pode ser importante para o time se manter nas primeiras colocações. "É um jogo especial e pelo momento em que o campeonato está, um resultado positivo pode nos dar ainda mais motivação." Na mesma semana em que o Palmeiras completa 90 anos de fundação, a vitória sobre o maior adversário seria o presente perfeito para os torcedores. Mas Thiago evita misturar a data com o jogo de domingo. "O clube está em festa, mas sabemos da nossa responsabilidade e do que temos de fazer em campo." O atacante não participou da goleada por 4 a 0 sobre o rival, no primeiro turno, e acredita que aquele resultado não influenciará o confronto de domingo. "São momentos diferentes, as equipes mudaram muito e quem errar menos, desta vez, vencerá." O rápido entrosamento com o artilheiro Osmar é um dos fatores que explica a boa fase de Thiago Gentil, que já marcou quatro gols no Campeonato Brasileiro, contra cinco de seu companheiro de ataque. "Estamos nos entendendo muito bem porque, apesar de termos características semelhantes, procuramos nos movimentar bastante durante os jogos", diz Thiago, elogiando o esquema tático da equipe. "Assim, abrimos espaços para os meias chegarem na área e também fazer gols." Mas a persistência do técnico Estevam Soares também tem participação direta no bom momento vivido pelo atacante. "Quando voltei da Arábia Saudita, estava sem ritmo e, aos poucos, o Estevam me deu chance de entrar na equipe", comentou. "Soube aproveitar a oportunidade como titular e sei que ainda posso melhorar."

Agencia Estado,

26 Agosto 2004 | 21h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.