Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Thiago Larghi lamenta empate do Atlético-MG, mas ressalta evolução da equipe

Time não aproveitou o tropeço do líder São Paulo e distância para a primeira colocação segue em nove pontos (42 a 33)

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2018 | 09h32

O empate sem gols contra o Vasco, na quinta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, frustrou a todos no Atlético Mineiro, que sonha com a conquista do título do Campeonato Brasileiro. O time não aproveitou o tropeço do líder São Paulo e distância para a primeira colocação segue em nove pontos (42 a 33). Mas para o técnico Thiago Larghi, a equipe mostrou evolução em campo.

"O Vasco veio aqui para se defender, jogar pelo empate. A gente criou inúmeras chances, mas não conseguimos colocar a bola para dentro. Muitas vezes, isso faz parte do futebol. Mas estamos satisfeitos com o time. Acho que a gente vem evoluindo. Um fato positivo foi que a gente não se desesperou para fazer o gol, deixando a defesa exposta. Cuidamos também para não levar o gol. Não foi o resultado que a gente desejava, mas o desempenho foi satisfatório e mostrou que a gente está crescendo", avaliou o comandante alvinegro.

O goleiro Victor ressaltou o empenho da equipe e afirmou que foi um jogo de um time só. "Lutamos, batalhamos. O Vasco veio com a proposta de não perder e tentar jogar nos nossos erros. Infelizmente, hoje (quinta-feira), a bola teimou em não entrar, coisas do futebol. Mas o Atlético teve mérito, teve superioridade e esse é o caminho que precisamos seguir para buscar a vitória no domingo e continuar nossa caminhada no Campeonato Brasileiro", comentou.

Sobre o apoio das arquibancadas, Thiago Larghi fez questão de agradecer ao torcedor atleticano, que lotou o estádio Independência. Foram mais de 22 mil pagantes, que representou o novo recorde do time no local. "Quero agradecer ao torcedor, que nos apoiou até o fim. Muitos terminaram aplaudindo, mesmo com o 0 a 0, porque viram que não faltou empenho do time", afirmou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.