Arquivo/AE
Arquivo/AE

Thiago Motta diz preferir seleção italiana à brasileira

Depois das categorias de base, volante da Inter de Milão acredita que foi esquecido pelo time de Dunga

AE, Agencia Estado

18 de agosto de 2009 | 09h37

O volante brasileiro Thiago Motta deu uma entrevista polêmica ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, nesta terça-feira, na qual admite que prefere jogar pela seleção italiana à atuar pela brasileira.

Veja também:

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O jogador fez lobby por uma possível convocação do técnico Marcello Lippi e explicou as razões de optar pela Itália. "O Brasil sempre me teve, joguei em várias seleções, desde a Sub-17 à Sub-23, e nunca pensaram que poderia fazer parte da seleção [principal]. Desde criança, sempre quis vestir as cores brasileiras, mas agora as coisas mudaram", afirmou Thiago Motta.

O atleta, que defende a Inter de Milão, ainda lembrou que tem "sangue italiano" e que se sente cidadão do país. Ao ser questionado sobre a possibilidade de ser convocado para a seleção italiana, Thiago Motta foi direto: "É meu sonho, não escondo. Se chegar a convocação, não pensarei nem um segundo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.