Benoit Tessier/Reuters
Benoit Tessier/Reuters

Thiago Motta só reforça o PSG por 'milagre' e Lucas deve ser opção

Time francês enfrenta o Barcelona pela Liga dos Campeões

Estadão Conteúdo

14 de abril de 2015 | 12h49

Na véspera do primeiro jogo das quartas de final da Liga dos Campeões diante do Barcelona, nesta quarta-feira, na França, o técnico Laurent Blanc ainda não sabe a escalação que levará a campo. O Paris Saint-Germain sofre com os desfalques, como o volante Thiago Motta, que se recupera de lesão muscular. Em compensação, o meia Lucas deve ficar como opção, depois de se recuperar de problema físico sofrido ainda em fevereiro.

"O Thiago Motta voltou a treinar levemente, o que é uma boa notícia porque temíamos que a lesão, como a do David Luiz, fosse muito pior do que acabou sendo. Mas o Thiago Motta precisa de um milagre para atuar amanhã, será uma partida muito exigente. Já o Lucas deve entrar no jogo em algum ponto amanhã", disse Blanc.

Thiago Motta chegou a trabalhar com o elenco nos últimos dias, mas ainda não se mostrou 100% recuperado. Já o problema de Lucas é a falta de ritmo, uma vez que o jogador passou por cirurgia no fim de fevereiro, após uma contusão na coxa, e desde então não atuou. Por isso, deverá ficar apenas no banco.

Mas os problemas do PSG vão muito além dos dois atletas. Ibrahimovic, suspenso, é desfalque confirmado. Já David Luiz teve nova lesão muscular apontada por exame no início do mês e deve ficar de fora das duas partidas diante do Barcelona.

Com tantos problemas, Blanc aposta na força do elenco para largar na frente diante do poderoso adversário catalão. E uma das principais esperanças do treinador para fazer a diferença nesta quarta é o argentino Pastore.

"Ele ainda é jovem e tem espaço significativo para evoluir. Pode ser mais eficiente, tem capacidade. Em termos de caráter, ele evoluiu bastante. Tomou seu lugar no time e se tornou um jogador importante. Se continuar assim, vai se tornar peça central do time. Os companheiros e a comissão técnica têm confiança nele", comentou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.