Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Thiago Santos afirma que falta de entrosamento atrapalhou Palmeiras

Volante do Palmeiras reconhece atuação ruim e lamenta chances perdidas na derrota por 1 a 0 para o São Caetano

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 Março 2018 | 22h50

O time do Palmeiras saiu vaiado de campo nesta segunda-feira depois da derrota por 1 a 0 para o São Caetano, pelo Campeonato Paulista, no Allianz Parque. Após a partida, os jogadores reconheceram a atuação ruim e disseram que as várias mudanças no time, afetaram o entrosamento e dificultaram a reação em busca do empate mesmo após o gol ter sido sofrido logo aos seis minutos do primeiro tempo.

+ Secretaria afasta diretor do Pacaembu após apagão

+ Tabela do Campeonato Paulista 2018

"Faltou um pouco de entrosamento, mas a gente fez de tudo. Infelizmente não deu. Erramos no último passe. Temos um elenco bom, um elenco forte, mas temos que fazer mais", disse o volante Thiago Santos. O jogador por pouco não fez um gol, ao cabecear no travessão escanteio batido no primeiro tempo. "Fizemos um péssimo jogo, faltou o gol. Precisamos trabalhar mais forte", completou.

O técnico Roger Machado escalou o time com dez alterações em comparação à formação utilizada na partida anterior, a vitória sobre o Junior, pela Copa libertadores. O Palmeiras teve em campo cinco jogadores que não haviam sido titulares na temporada e dois (Luan e Fabiano) que ainda não tinham atuado por um minuto sequer em 2018. Além disso, a equipe testou um posicionamento sem atacantes de referência.

Apesar da dificuldade em criar, o time quase empatou no fim, com uma falta cobrada por Gustavo Scarpa. "Tivemos possibilidades, duas bolas na trave. No segundo tempo, não proporcionamos nenhuma chance de gol. Fizeram gol num descuido nosso. Agora é levantar a cabeça, temos jogo importante na quinta-feira", disse o lateral Michel Bastos ao canal Premiere depois da partida. O próximo adversário do Palmeiras será o São Paulo, também pelo Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.