Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Thiago Silva critica torcida brasileira para a Argentina: 'Não venham se fazer de amigos'

Dois dias após derrota na final da Copa América, capitão da seleção brasileira usa as redes sociais para ironizar brasileiros que, como forma de protesto, queriam ver time de Messi campeão no Maracanã

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2021 | 17h00

A torcida de parte dos brasileiros para a Argentina na final da Copa América ainda ressoa na seleção brasileira. Nesta segunda-feira, dois dias após a decisão, Thiago Silva usou as redes sociais para ironizar quem quis ver os argentinos sendo campeões no Maracanã no último sábado.

"Para aqueles que torceram contra, espero que estejam contentes! Porém, depois não venham se fazer de amigos pra conseguir seja lá qual for a sua intenção (entrevistas, ingressos para levar filhos e amigos nos jogos, camisas ou fotos)", escreveu o capitão no Instagram. 

Antes da decisão, Neymar já havia usado a mesma rede social para criticar a atitude dos brasileiros. O craque chegou a usar um palavrão ao comentar a torcida brasileira pelo time de Lionel Messi

"Se tem Brasil, eu sou Brasil. E quem é brasileiro e faz diferente? Ok, vou respeitar... mas vai para o c******, né", escreveu Neymar. "Só serve para quem está contra", completou.

A decisão do governo brasileiro de se disponibilizar a realizar a Copa América mesmo com o alto número de casos de covid-19 desagradou parte da população, que declarou apoio ao rival como forma de protesto. A equipe argentina foi campeã após vencer o Brasil por 1 a 0

Nesta segunda-feira, o governo do Mato Grosso, um dos estados-sede do torneio, confirmou que estrangeiros que vieram ao Brasil participar da realização do evento trouxeram uma variante inédita do coronavírus ao País. Diagnosticados com a cepa colombiana, não apresentavam sintomas da covid-19 e cumpriram protocolos de isolamento, segundo o governo mato-grossense. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.