Martin Bernetti/AFP
Martin Bernetti/AFP

Thiago Silva e Robinho são os remanescentes da queda em 2011

Dupla estava presente na queda nos pênaltis diante do Paraguai

ALMIR LEITE E GONÇALO JUNIOR, enviados especiais a Santiago, O Estado de S. Paulo

24 de junho de 2015 | 08h21

O Brasil enfrentou o Paraguai duas vezes na Copa América de 2011. No primeiro jogo, pelas quartas de final, ocorreu empate por 2 a 2, mas a partida que ficou marcada foi a das quartas de final, quando a seleção então treinada por Mano Menezes acabou eliminada nos pênaltis depois de conseguir a proeza de perder quatro cobranças.

Daquele jogo disputado em La Plata, apenas Thiago Silva e Robinho estão no grupo atual da seleção brasileira, pois Neymar acaba de se desligar da delegação em consequência da suspensão por quatro partidas. Ambos começaram a Copa América do Chile como reservas. Agora, são titulares.

No tempo normal e na prorrogação daquelas quartas, o placar não saiu do 0 a 0 e os paraguaios levaram a melhor nas penalidades (2 a 0), pois Elano, Thiago Silva, Fred e André Santos desperdiçaram suas cobranças. Os jogadores, na época, disseram que a péssima condição do gramado do Estádio Ciudad La Plata dificultou as batidas dos pênaltis.

O Brasil, nas quartas de final, jogou com Julio César; Maicon, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires e Paulo Henrique Ganso (Lucas); Robinho, Neymar (Fred) e Alexandre Pato (Elano).

"Não é uma revanche, mas com certeza dá um gostinho a mais", definiu Thiago Silva sobre o confronto de sábado com os paraguaios, numa referência ao jogo que eliminou o Brasil em 2011.

Naquele ano, no jogo da primeira fase, as seleções empataram por 2 a 2, em Córdoba. O Brasil saiu na frente com gol de Jadson, atual jogador do Corinthians, no primeiro tempo, levou a virada e só escapou da derrota aos 45 minutos da etapa final, com gol de Fred. O time teve a seguinte formação: Júlio César; Daniel Alves (que está na seleção atual), Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires (Lucas), Jadson (Elano) e Ganso; Alexandre Pato e Neymar (Fred).

Também estiveram na Argentina em 2011 dois outros jogadores que fazem parte do grupo que participa da disputa no Chile: David Luiz e Elias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.