Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Thiago Silva revela temor com o jogo aéreo da Sérvia, a seleção mais alta da Copa

Zagueiro ressalta ainda que é preciso ter cuidado com as bolas sobradas após as cabeçadas

Almir Leite, Ciro Campos e Marcio Dolzan, enviados especiais/Moscou, O Estado de S.Paulo

26 Junho 2018 | 09h58

A defesa da seleção brasileira tem como principal preocupação as bolas aéreas da Sérvia para o jogo desta quarta-feira, em Moscou, pela Copa do Mundo da Rússia. O zagueiro Thiago Silva explicou nesta terça-feira, em entrevista divulgada pela CBF, que a média de altura dos adversários exigiu nos treinamentos trabalhos específicos e conversas sobre a necessidade de se ter atenção a este fundamento.

+ Jogadores da seleção tentam se preservar contra 'excesso' de convidados

+ Motor da seleção, Marcelo concentra jogadas de ataque do Brasil

+ Lesões põem em xeque intensidade de treinos da seleção brasileira

"A equipe deles é muito forte fisicamente. Se não me engano a média de altura é de 1,88m, vão jogar muito em bola parada. Temos de ficar atentos nesse quesito, principalmente na segunda bola, para não sermos surpreendidos", comentou o zagueiro. A seleção brasileira tem a décima menor média de altura de um elenco da Copa, com 1,80m, enquanto a Sérvia tem o time titular com média de 1,88m e seu o plantel, com média de 1,86m, é o mais alto do Mundial.

O zagueiro brasileiro reforçou que, além da jogada aérea, é preciso ter cuidado com as bolas sobradas após as cabeçadas. "É sempre muito difícil quando você disputa com jogadores altos porque a bola sempre vai cair próxima. Temos que estar ligados nesse sentido para que a gente faça um bom jogo", afirmou o defensor, que tem vaga garantida na formação titular ao lado de Miranda na zaga.

Thiago Silva lamentou o fato de que, pelo calendário, a equipe enfrentou dificuldades para ter tempo para treinar. "A preparação foi muito rápida de um jogo para outro. Você tem pouquíssimo tempo para preparar a equipe. A preparação já vem lá da Granja Comary, com os estudos da comissão técnica sobre os adversários do grupo", disse. O Brasil precisa somente de um empate para confirmar a classificação às oitavas de final.

 

A delegação da seleção brasileira está em Moscou desde a noite de segunda-feira. A equipe faz no fim da tarde desta terça (no horário local) o último trabalho antes do jogo no estádio do Spartak, local da partida com a Sérvia. A última rodada do Grupo E será na quarta-feira, com início a partir das 15 horas (de Brasília).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.