AFP
AFP

Thiago Silva vai deixar o Paris Saint-Germain, diz jornal

Brasileiro de 35 anos tem contrato até o fim de junho e já foi avisado pelo diretor Leonardo de que não terá o vínculo renovado

AFP, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2020 | 08h30

O zagueiro e capitão do Paris Saint-Germain, Thiago Silva, vai encerrar seu ciclo no clube da capital francesa, publicou o jornal L'Équipe em seu site nesta segunda-feira. O brasileiro de 35 anos se transferiu para o PSG em 2012 e seu contrato se encerra no dia 30 de junho. O diretor de esportes do clube, o também brasileiro Leonardo, o teria informado pessoalmente da decisão.

A esposa do jogador, Isabele, havia dito ao jornal Le Parisien em meados de maio que desejava que o marido continuasse na equipe comandada por Thomas Tuchel: "Seria ótimo continuarmos no PSG, gostamos do clube (...) As crianças cresceram aqui, gostaríamos de continuar nossa carreira em Paris".

Com perdas estimadas internamente em mais de 200 milhões de euros (226 milhões de dólares) após o intervalo na Ligue 1 francesa em março devido à pandemia do novo coronavírus, o PSG, declarado campeão nacional, precisa de uma redução em sua folha salarial, que ultrapassa 300 milhões de euros ( R$ 1,6 bilhão).

Thiago Silva é um dos jogadores mais bem pagos do clube. O zagueiro central agora poderia retornar ao Brasil e ao seu antigo clube, o Fluminense. Ele chegou a usar uma camisa do clube com seu nome recentemente, em uma foto durante uma estadia no Brasil.

Com o Paris Saint-Germain, ele conquistou sete títulos de campeão francês, quatro Copas da França, cinco Copas da Liga e sete Troféus dos Campeões (Supercopa da França).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.