Vitor Silva/Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Thiaguinho lamenta postura do Botafogo em sua saída: 'Soube através da imprensa'

Volante critica conduta do clube carioca, que o devolveu ao Corinthians após somente dois meses de empréstimo

Redação, Estadão Conteúdo

06 de março de 2020 | 12h14

Perto da estreia de sua maior contratação - o meia japonês Keisuke Honda jogará pela primeira vez contra o Paraná, na próxima terça-feira, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela rodada de ida da terceira fase da Copa do Brasil -, o Botafogo teve nesta semana a baixa do volante Thiaguinho, devolvido ao Corinthians após cumprir apenas dois meses do contrato por empréstimo.

A notícia de sua saída pegou o jogador de 22 anos de surpresa. Nesta sexta-feira, a sua assessoria de comunicação se pronunciou por meio de uma nota oficial, lamentando a postura do Botafogo no caso.

"Assim como seus empresários, o volante apenas tomou conhecimento através dos jornalistas e não foi procurado pelo Botafogo F.R em nenhum momento. Vale ressaltar que após diversos veículos de comunicação conceituados no mercado exporem a público o fato, o clube optou pelo silêncio, tanto na imprensa como com o atleta", informou.

A divulgação da informação de sua saída do Botafogo aconteceu na última terça-feira, mas Thiaguinho ainda participou dos treinamentos de quarta e quinta, quando enfim foi avisado pelo clube de sua devolução ao Corinthians.

"Contratado por empréstimo até o fim deste ano, Thiaguinho atuou em todas as partidas quando o Botafogo utilizou sua força máxima, ficando de fora apenas dos dois primeiros jogos do ano. Além disso, foi titular em cinco dessas sete partidas. O jogador tem total interesse em permanecer no Glorioso, desde que essa seja feita a vontade do clube. Caso contrário, o atleta irá se reunir com seus empresários e Corinthians, dono do seu passe, para definir o futuro em breve", completou a assessoria de imprensa.

Nesta temporada, Thiaguinho atuou em sete partidas pelo Botafogo e não marcou nenhum gol. No total, foram cinco jogos pelo Campeonato Carioca e dois pela Copa do Brasil. A última partida dele como titular foi na segunda fase da competição nacional, quando o clube alvinegro empatou por 1 a 1 contra o Náutico, no Recife, e garantiu a vaga nos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.