Rodrigo Gazzannel/Ag.Corinthians
Rodrigo Gazzannel/Ag.Corinthians

Tiago Nunes ataca arbitragem após derrota do Corinthians: 'Teve influência'

Treinador reclamou do segundo gol do Água Santa e da expulsão de Camacho

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2020 | 19h11

A derrota por 2 a 1 para o Água Santa neste domingo pelo Campeonato Paulista deixou Tiago Nunes irritado. O treinador sabe que os resultados de seu começo de trabalho no Corinthians são ruins e esperava iniciar uma sequência de vitórias em Diadema, mas não foi isso o que aconteceu. Segundo ele, muito por causa do árbitro Flavio Rodrigues de Souza.

O lance do gol da vitória do Água Santa foi bastante contestado pelo técnico gaúcho, que viu toque de mão de Robinho na construção da jogada. Ele também se queixou da expulsão de Camacho.

"A arbitragem teve influência, sim, porque ficamos com um jogador a menos. E teve influência também pelo fato de o atleta do Água Santa ter levado a bola com a mão no lance do gol", reclamou Tiago. "Que me desculpe a torcida corintiana pelo resultado. Um resultado muito ruim para nossas pretensões."

Na entrevista coletiva que concedeu após a partida, o treinador não se limitou a falar sobre o trabalho da equipe de arbitragem. Ele argumentou que seu time teve competência para criar várias chances de gol, mas não para aproveitá-las. E isso é algo que o preocupa bastante.

"A gente jogou no segundo tempo para fazer o segundo gol, mas não teve qualidade e eficiência para isso. O que mais me preocupa nesse processo é ter equilíbrio", afirmou o treinador. "A equipe vai perdendo a confiança com esses detalhes, são lances pequenininhos que vão se somando, é um jogo que está na sua mão e se torna um revés."

No próximo jogo do Corinthians no Campeonato Paulista, contra o Santo André, na quarta-feira, Tiago Nunes não vai contar com Camacho e com o goleiro Cássio, que levou o terceiro cartão amarelo neste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.