Rodolfo Buhrer/Reuters
Rodolfo Buhrer/Reuters

Tiago Nunes garante que desafio o fez deixar o Athletico-PR

Treinador afirmou que ainda não assinou com o Corinthians, mas seu empresário tem recebido as ofertas e uma reunião deve ocorrer nos próximos dias

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2019 | 11h38

O técnico Tiago Nunes deu a primeira entrevista coletiva após ser demitido do Athletico-PR e acertar verbalmente com o Corinthians. O futuro treinador corintiano negou ter assinado contrato com o clube paulista, mas confirmou que seu empresário é quem está ouvindo propostas. Ele ainda assegurou que a saída do time paranaense não se dá pela questão financeira, mas sim pelo projeto.

"Financeiramente, não foi o ponto mais forte. Ano passado, tive quatro propostas e todas foram maiores que o Athletico me ofereceu neste momento. Não fiz contraproposta para o Athletico. Apenas perguntei qual a melhor proposta que eles poderiam fazer e ponto. Não acho que seria legal fazer leilão com o Athletico, pois o que me move é o desafio. Financeiramente, lógico, temos a oportunidade de melhorar a vida e isso dá tranquilidade para trabalhar, mas não foi o que me moveu", garantiu o treinador, que deu entrevista coletiva em um hotel em Curitiba. 

Nos bastidores, a informação é que o treinador deverá receber algo em torno de R$ 750 mil, valor muito superior ao que o Athletico ofereceu. Tiago assegurou que ainda não acertou com nenhum clube, mas admitiu que seu agente tem conversado com dirigentes e ouvido propostas e sondagens. "Não chegou proposta alguma para mim. Todas as especulações e contatos são com o meu agente. Eu não conversei com nenhum representantes de clube, por preocupação com a minha responsabilidade no Athletico", explicou.

Agora desempregado, o treinador pretende se reunir com representantes do Corinthians para firmar contrato e confirmar sua transferência. Ele descartou a possibilidade de assumir o clube ainda nesta temporada. Sua ideia é tirar os últimos dias do ano para descansar.

"Não vou trabalhar em nenhum clube em 2019, por respeito ao Athletico e também em respeito a qualquer instituição que eu vá trabalhar. Todo profissional, depois que passa muito tempo em um lugar, precisa de um período para descansar e desvincular do outro projeto."

O treinador preferiu não entrar em polêmica com a diretoria do Athletico. Na terça-feira, o clube divulgou uma nota criticando a sua saída e dando a entender que ele foi ingrato e desrespeitoso com o time paranaense. Tiago admitiu que existia desgaste com alguns dirigentes, em razão dos dois anos e meio em que trabalhou no clube. Ele ainda quis ficar até o término do Brasileirão, mas foi demitido pelo presidente Mario Celso Petraglia.

"Meu relacionamento com o Petraglia sempre foi de alto nível. Ele se mostrou insatisfeito, mas nunca teve desrespeito. Já o Paulo (André, ex-zagueiro e atual diretor de futebol do Athletico) sempre foi um atleta questionador, que tinha boas ideias para melhorar o futebol. Quando ele se tornou gestor, ele começou a perceber que as coisas não são tão simples. Minha relação com ele sempre foi franca e direta. Desejo o máximo de sucesso e que ele possa crescer e amadurecer como gestor. 

Embora tenha recebido outras propostas em um passado recententemente. Tiago Nunes deve mesmo assinar com o Corinthians nos próximos dias. O clube paulista já anunciou que Dyego Coelho é quem vai dirigir o time até o fim do Brasileiro. 

Tiago Nunes tem 39 anos e deixa o Athletico com os seguintes títulos conquistados: Paranaense (2018, com os aspirantes), Copa Sul-Americana, J. League/Conmebol e a Copa do Brasil de 2019. Ele era o plano A do Corinthians após a demissão de Fábio Carille no último domingo. O clube paulista recebeu “mais de 30 ofertas de treinadores”, de acordo com Duílio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.